Medo da cirurgia plástica? – Dra. Lívia Carvalho

Medo da cirurgia plástica?

A maioria das pessoas tem aquela vontade de aumentar ou diminuir os seios, alterar o formato do nariz, tirar as gordurinhas localizadas ou amenizar uma cicatriz. Mas, muitas vezes esses desejos são esquecidos ou postergados pelo medo das cirurgias plásticas. Vamos falar sobre alguns deles?

1 – Resultados artificiais

É muito frequente o medo que após a cirurgia a aparência fique artificial. Por isso, é muito importante que isso seja alinhado com o cirurgião e ele avalie as características físicas do paciente. Desta forma, ele pode definir o que pode ser alterado sem criar um resultado artificial ou desproporcional.

2 – Anestesia

O objetivo da anestesia é justamente ser um procedimento seguro e que contribui para não ter complicações nas cirurgias.

Para conhecimento, ao contrário do que se pensa, o anestésico local é considerado um medicamento mais forte do que o geral e, por isso, deve ser usado em doses menores, para procedimentos pequenos e breves, em uma pequena área do corpo.

Para que a cirurgia plástica seja realizada com a anestesia correta para cada caso, o que diminui consideravelmente o risco de complicações, é importante que o procedimento seja feito com um profissional qualificado e membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP). Se quiser saber se o seu médico faz parte desse grupo, basta acessar o site da SBCP.

3 – Tempo de recuperação

Um dos medos mais comuns relacionados à cirurgia plástica é o tempo de recuperação para voltar às atividades normais e ao trabalho. Por isso, é sempre bom se planejar para que todos os procedimentos pós-operatórios sejam cumpridos.

Como a cirurgia plástica acaba sendo eletiva, isto é, não há o caráter de urgência, é possível agendá-la para a data que for mais oportuna ao paciente. Por isso, muitas pessoas preferem fazer o procedimento durante o mês de férias, assim se recuperam melhor e podem descansar sem preocupação. Na dúvida, consulte seu médico quanto ao tempo de repouso necessário.

  • A importância de conversar com o cirurgião

É com o cirurgião plástico e com sua equipe médica que você poderá tirar todas as dúvidas sobre o passo a passo de todo o procedimento antes, durante e depois, como um mapa do processo cirúrgico. Assim, você entenderá como será o momento da sua chegada ao hospital, o papel do acompanhante, o decorrer do procedimento cirúrgico, como voltará da anestesia, a volta para a casa, o que vai sentir e como deve agir no período pós-operatório, os possíveis incômodos e o restabelecimento dia a dia até a recuperação total. Essa conversa será fundamental para diminuir os medos.

Gostou? Continue acompanhando o blog para saber mais.

Open chat
Precisa de ajuda?